A vida de uma Acompanhante de luxo

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Uma estrelinha

Apareceu uma estralinha na minha vida!Uma estrelinha que veio p/ me dar esperança e trazer felicidade...veio na minha direcção,iluminando a escuridão,transformando a tristeza em alegria,a noite em dia...
E limpou as minhas lágrimas,maldisse aqueles que julgam s/ saberem do que falam,os que condenam s/ terem moral p/ o fazer...
E essa estrelinha doce,tb ela carente,generosa,amiga,companheira;fez-me lembrar o pq de eu acreditar no ser humano!...
Pq qd conhecemos 10 pessoas,9 são uma desilusão;mas se apenas uma for verdadeira,então valeu a pena chorar as dores que as outras 9 trouxeram...
Se por cada 5 dias de escuridão e desespero,existir 1 de alegria,esperança e amor;então valeu a pena viver esses 5 dias na opressão...
Esta estrelinha,ao aquecer-me c/ a sua luz divina;fez-me sentir aquilo que eu já sabia:só vale a pena dar importância ao que realmente importa!
Relembrou-me que,independentemente dos "velhos do restelo",que se julgam superiores aos outros,juízes da verdade incondicional,maldizentes s/ conhecimento nem consciência;eu tenho que me orgulhar muito de mim,enquanto ser humano,mulher e sobretudo mãe!
A estrelinha sussurrou-me:deixa-os,pobre coitados,que vivem nas trevas da ignorância e intolerância!Pensa que provavelmente nunca nenhum deles foi digno de 1 amor tão grande c/o aquele que tu devotas ao teu filho:INCONDICIONAL!
A "minha" estrelinha fez-me voltar a sorrir,a dormir descansada,e protegeu-me dos "monstros";evitando assim que eu tivesse pesadelos...
A sua luz iluminou-me e apaziguou-me!...
E daqui p/ a frente,eu sei que jamais estarei sózinha,pois terei uma estrelinha a olhar por mim...
A ela dedico este texto!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Doente

Aconteceu o que eu tanto temia!Fiquei doente!
Sofri uma lesão nas costas que me vai obrigar a 15 dias de repouso.Ou seja,15 dias s/ trabalhar...Ou seja,15 dias s/ fazer nem ganhar €...
E agora?....pergunto eu;que faço p/ pagar as contas?c/o faço?....
Fisicamente estou realmente temporáriamente incapacitada.
Psicológicamente estou mortificada...
Não bastavam já as dores físicas;ainda tenho que me preocupar c/ a questão monetária...
Dói-me tudo:o corpo e a alma!
Tenho o carro p/ mandar arranjar,p/ ser reinspeccionado,se não não pode circular...
Dia 1/3 tenho o colégio do pequenito p/ pagar...
E dia 8/3 a renda das 2 casas...
Fora o resto...
E agora;;alguém me diz o que fazer?....
Não tenho família...
Os amigos...bom,não creio que haja alguém disposto a emprestar tamanha qantia de €...
E assim,são 5h da manhã e eu não consigo dormir...
Porque dou voltas a tentar encontrar uma solução que teima em não aparecer;e cada volta magoa-me a alma e faz-me doer o corpo...
E de cada vez que o meu filhote me vê deitar uma lágrima que não consigo conter,e me pergunta:"Dói-te muito,mamã?";eu penso na inocência e preocupação daquela pequena maravilha que atribui as lágrimas à dor física;e respondo,abraçando-o c/ cuidado:"Nao querido,c/ 1 beijinho teu vou ficar boa num instante!"e aí acredito que de alguma forma a solução há-de aparecer...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Um dia na vida de uma Acompanhante

São 7.30h qd o despertador toca.Levanto-me e vou acordar o meu pequenito,que me abraça e diz:"Adoro-te,mamã!".Sorrio.O dia começou feliz.
Depois dos cereais p/ ele,e do batido proteico p/ mim,lavar os dentes e seguir.
São 8.45h qd deixo o meu menino no colégio e o beijo,mas que foge ao meu abraço,"pois os colegas estão a ver".Torno a sorrir;o meu bebé está a ficar 1 homenzinho!
Passado 15 ms estou no ginásio,não s/ antes ter passado pelo sítio do costume p/ beber 1 café e comprar o jornal.
São 60ms de cardiofitness desgastante,diria até mortal,na tentativa de "abater os peneuzinhos".A esta deliciosa tortura seguem-se 15ms de abdominais,e finalizo c/ os alongamentos.
Saio meio morta,dorida,mas ao mesmo tempo a sentir-me enérgica e positiva.
Arranco p/ o meu "ninho de amor" p/ começar o dia de trabalho.
Ainda no carro ligo o telemóvel de serviço e vejo as sms e tentativas de contacto.
Qd estas são escassas,ou até mesmo inexistentes,começo a ficar preocupada...mau sinal...
Chegando ao apartamento,tomo banho,visto uma lingerie bem sexy,e qd estou a maquilhar-me oiço o telefone tocar:"Queria saber condições".Respondo e esclareço."Depois torno a ligar",oiço do outro lado.Mau...
Ponho perfume e acendo as velas,uma das quais c/ 1 pedido ao meu Stº de me trazer clientes e €...este ritual anima-me!
Entretenho-me a ver televisão,e qd olho p/ o relógio e vejo 14h começo mesmo a ficar preocupada...ainda nenhuma marcação...e o telefone só tocou 4 vezes...
Nervosa,fumo 1 cigarro.
Qd me preparo p/ comer qualquer coisa,surge a 1ª marcação!"Podes-me atender daqui a 15ms?"."Claro",respondo eu!
E após o cliente sair,tento convencer-me que o dia vai melhorar...
16h e mais nada...vou à net,aqui ao Blog,ao Fórum,ao meu msn...
18h e tudo parado...Agora,sim,estou em pânico!Tenho o site p/ pagar...e tudo o resto...estou fechada neste apartamento à 9h...Estou a ir abaixo...
19.10h toca o telefone;marcação p/ as 19.30h-não posso,tenho que ir buscar o meu filho.
19.15oiço novamente o telefone;marcação p/ as 20h-não posso....tenho que acabar por hoje.
19.23h:marcação p/ as 21h!!!!
Furiosa,frustrada e angustiada,desligo o telefone,e sinto que o universo está a gozar comigo!
Ajeito o apartamento,pego na mala e nas chaves e vou buscar o meu filho.
Pelo caminho vou fazendo contas à vida;resmugando e amaldiçoando a minha pouca sorte;tentando convencer-me que amanhã será melhor...
E qd o meu filhote me vê e me salta p/ o colo,quase derrubando-me,pois já não é assim tão pequeno,e me beija e abraça...aí tenho a certeza que o amanhã será bem melhor...
E qd o vou deitar,e ele me pergunta:"Mamã,qd vamos ter 1 carro melhor?"(o meu trambolho tem 20 anos e muitos problemas!);eu respondo-lhe:"Vamos juntar €,e,se tudo correr bem,teremos 1 ainda este ano."
E ele adormece a sonhar c/ o novo carro,e eu sinto-me c/ forças p/ acreditar que vou ser capaz...
E sabem que mais?...Ainda não consegui juntar € suficiente p/ trocar de carro;mas no meio destes dias vazios e solitários,surgem outros c/ trabalho,€,e esperança...

Obrigada a vocês,que contribuem p/ isso!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Um Companheiro

Desde que sou Acompanhante que me tenho deparado c/ sentimentos contraditórios relativamente a ter alguém.
Por 1 lado preso muito a minha independência,e não ter que dar satisfações.
Por outro sinto muito a falta de partilhar-lágrimas e risos;noites calmas e desbunda;pensamentos e sentimentos...
Gosto de passar a imagem que sou uma mulher forte,que não precisa de um companheiro;mas essa não é a verdade!...
Sinto falta de dormir agarradinha...
...de ter alguém à minha espera ao final do dia...
...de ter alguém que se preocupa comigo...
Sinto falta da intimidade...
...de amar e ser amada...
...de poder ser eu e não a Eva...
Sinto-me só muitas vezes...
Porque fazer sexo,por muito bom que seja,não é fazer amor...
Porque a troca de fluidos não é uma troca de sentimentos...
E apesar de ter homens dispostos a pagar pela minha companhia,a realidade é que passo o Natal sózinha...e no meu aniversário janto sózinha...e na passagem de ano não tenho ninguém ao meu lado a quem possa abraçar e desejar uma felicidade conjunta...
Eu sei que se quisesse fácilmente arranjaria namorado(acreditem que já tentei!).
Mas não é só isso que eu quero!
Quero apaixonar-me!
Quero partilhar 1 projecto de vida c/ a outra pessoa!
Quero alguém que se me entregue s/ limites;e que me aceite da mesma maneira!
Quero...UM COMPANHEIRO!
...Mas,se pensar bem,de que forma poderia eu ter isto mesmo que ele me aparecesse,enquanto a minha profissão é entregar-me a outros homens?!...
NÃO PODIA!
Ou seria alguém que não saberia o que faço;e aí seria basear uma relação em mentiras e vida dupla-situação p/ a qual não tenho feitio-;ou seria alguém que soubesse e aceitasse.
Mas que homem apaixonado,empenhado numa relação,aceitaria que a sua mulher fosse uma prostituta?!...só algum que não a amasse,e quisesse usufruir do € que ela ganha...certo?!...
Eis,pois,o meu grande dilema:há alturas em que desejo ardentemente encontrar a minha alma gémea.E depois há a percepção de que se ela aparecesse não seria possível uma relação...
Assim,pergunto-me:quero 1 companheiro?
-SIM!
-NÃO!
...
Afinal ser Acompanhante levanta muito mais questões,dificuldades e obstáculos do que as que são evidentes a 1 1º parecer...