A vida de uma Acompanhante de luxo

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Frases soltas

O ser mais belo e grandioso do Universo é você mesmo.

Apenas porque não se conhece,o Homem julga-se pequeno,limitado,perdido no Universo,sujeito a forças incontroláveis e estranhas.
Sonha alto,mas imagina que são apenas sonhos que não acontecerão.
Deseja o amor,mas entende que amar é uma questão de sorte.
Procura o bem estar,mas aceita que nem sempre é possível atingi-lo.
Persegue a felicidade,mas esta afigura-se-lhe uma miragem.
Apenas se conhecendo a si mesmo,é possível ultrapassar estas limitações.
"Ninguém deseja ou ama o que não conhece".

Na realidade quotidiana da vida,nós somos o que pensamos.

Aquilo que quer que lhe façam a si,faça-o aos outros.

As pessoas felizes são saudáveis.

A alegria prolonga a vida,enquanto que a tristeza a encurta.

O seu corpo é a sua montra.È através dele que se mostra ao mundo.É através dele que os outros o vêm.Cuidar do seu corpo é respeitar-se a si e aos outros.

O amor e a alegria são a mais perfeita receita de beleza para o corpo.

A beleza nasce na mente e manifesta-se no corpo.

Hoje é outro dia.É 1 novo ponto de partida.

Não existem castigos ou prémios,mas sim consequências,resultados,efeitos.

Você é o que pensa.
Você tem o que pensa.
Você alcança o que pensa.

Todas as pessoas são o resultado dos seus própios pensamentos.

Você é o único autor da sua vida.Só você é responsável por si mesmo e pelo quelhe acontece.
Nenhuma outra pessoa tem mais poder sobre si,do que você mesmo.O poder dos outros sobre si,termina onde começa o seu.
Ninguém pode prejudicá-lo sem o seu consentimento.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O cicling e a vida

Sou uma adepta do ginásio.Isso não é segredo para ninguém.Diariamente gosto de fazer o meu treino,que me faz bem ao corpo e à alma,e que normalmente inclui uma aula de cicle ou rpm.
Numa destas aulas,tentando afastar o cansaço e a vontade de desistir,concentrei-me noutros pensamentos.
E o resultado é esta mensagem...
A vida é em tudo semelhente a uma aula de ciclismo...é como andar de bicicleta...
Existem os segmentos planos,que é só deixar correr sem esforço nem resistência,que representam os momentos tranquilos e equilibrados da nossa vida;em que a estabilidade é a palavra de ordem.
Existem os segmentos de esforço,com intensidade,que pode ir aumentando e nos pode dr vontade de desistir;estes são os momentos em que lutamos para atingir algo,em que tentamos desesperadamente alcançar os nossos objectivos,em que muitas vezes a subida é tão íngreme que nos apetece desistir,pois o cansaço nos parece inultrapassável.E quando parece que todas as forças nos abandonaram,quando as adversidades parecem maiores do que nós,há sempre alguém,uma voz;que nos incita a continuar,que nos diz que somos capazes,que nos tenta ajudar a chegar à meta.
Muitas vezes esta ajuda é crucial e a ela devemos o nosso sucesso,a nossa persistência.
Outras vezes,nem essa voz nos consegue levar até ao fim...
Essa voz pode ser de alguém que nos ama,ou pode ser nossa mesmo,o nosso eu mais escondido,mas também mais verdadeiro,mais puro.
E quando paramos a meio da subida,descansamos,bebemos água,e voltamos a pedalar.Pois assim é a vida...Temos momentos em que desistimos,em que fazemos uma pausa nas nossas decisões;mas temos que continuar em frente,pois a vida não pára...e mesmo que nos atrasemos em relação aos outros ou em relação àquilo que nos tínhamos proposto,o que importa é não desistir,é voltarmos para a bicicleta,é continuarmos a pedalar...
E se por vezes sentimos que as forças nos abandonaram,e caímos no desepero,e tudo o que queremos é desistir da corrida...não podemos!!!Custe o que custar,não podemos largar a bicicleta,não podemos abandonar a corrida...Porque a estrada é tudo o que temos...e o único caminho possível é seguir em frente.Assim,entre lágrimas,gritos e sangue,temos que continuar a pedalar...Podemos ir mais devagar,para recuperarmos forças;mas temos que continuar...E se cairmos,lambemos as feridas e levantamo-nos...E se formos por 1 caminho errado,pensamos,orientamo-nos,e voltamos à estrada principal...
Porque esta é a única maneira de chegarmos ao segmento plano,em que sentimos a felicidade,a paz,e a alegria e orgulho de tudo o que conseguimos.Esta é a única maneira de encontrarmos a tranquilidade...
Caímos,levantamo-nos.
Choramos,rimos.
Desesperamos,encontramos a felicidade.
Odiamos,amamos.
Subimos,descemos.
Damos,recebemos.
Sim,foi sem dúvida uma aula interessante!...

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Segredos

Segredos...todos os temos...uns mais,outros menos;uns mais cabeludos,outros mais inocentes....
O segredo é tão inerente à condição humana,como a fome,ou o sexo.
Consciente ou inconscientemente,todos nós guardamos fragmentos do nosso ser só para nós,episódios das nossas vidas que não partilhamos com ninguém,sentimentos que até de nós mantemos secretos....
Normalmente associamos a palavra segredo a algo negativo...mas não é bem assim.
Muitas vezes os segredos que temos e protegemos são o que de melhor também temos.E por ser o melhor,tem que ser protegido,e daí ter que ser mantido em segredo....
Claro que,na minha condição de prostituta de luxo,mantenho diáriamente uma vida dupla;o que me leva a ter mais segredos do que a maioria das pessoas.
Mantenho em segredo de quem me conhece aquilo que faço,a existência da Eva.
E guardo dos meus clientes,segredo daquilo que é a minha "vida real".
São 2 mundos paralelos,que,apesar de aparentemente opostos,não se chocam nem colidem.Mas 1 é segredo do outro,e ambos escondem bastantes segredos...
A Eva esconde em grande parte os segredos da ... .
A ... mantém em segredo a existência da Eva.
E mesmo àquelas raras pessoas que conhecem as duas,nem tudo é contado,há segredos que são mantidos...
Mas não é preciso ter-se uma vida dupla para se ter segredos.
Quantos de nós se dão a conhecer a 100%?
Ninguém...e muito menos aqueles que afirmam que a sua vida é 1 livro aberto.
E que piada teria conhecer TUDO de outra pessoa?...
Há coisas que devem ser guardadas para nós,que apenas a nós nos pertencem.
Acredito que sem os nossos pequenos segredos,perderíamos a nossa identidade individual.
Serámos todos uma grande massa,sem mistério e/ou interesse.
Além do mais,quando partilhamos muito exclusivamente 1 segredo,percebemos,pela capacidade dessa pessoa o manter ou não;se vale a pena mantê-la na nossa vida,no nosso círculo mais íntimo.
O segredo é,´pois,uma forma de privacidade,de protecção e de confiança.
E qual o ser humano que,mesmo não querendo admitir,não precisa destas coisas na sua vida?....
Nenhum!...
Assim,em última análise,o segredo é algo positivo...
Protejam e mantenham os vossos.
E partilhem-nos apenas com quem realmente o merece.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Sedução

É estranha esta sensação de desejo contido e emergente que as férias me provocam...
Talvez por estar sem fazer sexo;talvez por estar mais atenta à família;talvez por deixar que a preguiça se apodere de mim...
Mas parece que tudo o que me rodeia desperta em mim de forma ainda mais premente a minha sexualidade,a minha sensualidade.
Sinto mais conscientemente cada pedacinho do meu corpo,cada sensação vivida,cada gemido contido...
Espreguiço-me lânguidamente ao sol,sentindo o calor tomar conta de mim,suportando a delicia deste beijo quente e sensual.
Sinto uma gota de suor começar a escorrer-me pela nuca,provocando-me arrepios de prazer...e vai descendo pela minha coluna como se de uma língua se tratasse...perde-se naquele sulco onde se iniciam as minhas nádegas;onde tudo pode começar ou acabar.
Levanto-me,ciente deste estado semi-hipnótico em que me encontro,e mergulho nas águas translúcidas desta piscina natural;como se mergulhasse nos braços de 1 amante...e passo sentir-me livre,aninhada,refrescada,quente,sedenta,desejosa,ardente.
Dirijo-me à cascata que enche este lago e deixo que a água jorre sobre mim qual sémen de 1 desejo à muito controlado...e sinto-a em cada pedaço de mim...nos meus seios erectos,anciosos por serem chupados;na minha boca sedenta por outra;no meu sexo inundado de vontade de ser possuido;nas minhas pernas firmes,abertas,esperando encontrar a fraqueza de 1 desejo a ser satisfeito;a escorrer pelos meus longos cabelos como uma manifestação de carinho;e chegando finalmente às minhas nádegas,ao esconderijo no meio delas,fazendo-me ofegar por sentir encostado a mim 1 sexo duro,rígido,exigente e tão ardente como o desejo que me consome....
Será a envolvência com a natureza a causa deste meu desassossego?...
Será o toque leve da aragem que me arrepia e me faz voltar aos meus instintos mais básicos,mas também mais profundos?...
Será o silêncio e a paz deste verde que me rodeia que me faz querer entrar em contacto de uma forma tão primitiva,com a natureza,e com a minha própia essência como mulher?...
Vejo este pôr do sol único e transformo-me num animal sedento,faminto de sexo...sereia de dia;pantera à noite...será o verde dos meus olhos que se perde neste verde que me acolhe?...
Tudo aqui me seduz:os cheiros,as cores,as texturas,os sabores...a liberdade de não ter horários,os banhos nocturnos,o sossego que me desassossega...o silêncio que me sussurra;a vastidão que se perde num horizonte sem fim;a vida num estado mais simples,mais prático,mais livre...
Sim,nas férias sinto-me uma sedutora e uma seduzida...que fica por e para realizar mais tarde...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Férias

Férias...
1 periodo de descanso,uma rotina,o reviver da família,1 retiro,uma fuga ou uma introspecção...
Este ano precisava de tirar férias sobretudo da Eva.
Precisava de ser apenas mulher e mãe.
Nos ultimos tempos aconteceram demasiadas coisas na vida da Eva,que tornaram a sua existência exaustiva...a promessa de 1 vida melhor que nunca aconteceu,mas aconteceu a outra colega;a ilusão de 1 principe que mostrou ser 1 sapo;o medo constante de não existirem clientes;a cirurgia e consequente paragem para recuperação;as ilusões;as desilusões;os sonhos;os pesadelos...Enfim...acima de tudo o cansaço de uma vida dupla,que por vezes nem é tão rentável como deveria...
Férias...
este ano para viver em família;na paz e silêncio do nosso Alentejo.
1 tempo para entrar bem dentro da minha alma e analisar todas as vertentes do meu ser...
descobrir de forma clara e inequívoca o que me amedronta,o que me faz feliz;analisar os meus sonhos e descobrir como evitar as desilusões.
Perceber o que fazer para tornar melhor esta vida e a convivência entre mim e a Eva.
Analisar o que devo fazer para me tornar melhor pessoa,melhor mãe,melhor profissional,melhor amante.
Separar o que me faz bem e o que me faz mal.
Distinguir quem devo manter na minha vida,e de quem me devo afastar.
Férias...
este ano uma introspecção;uma viagem ao centro de mim mesma...
1 periodo de análise e decisões...
o delinear de uma estratégia que me permita obter mais e melhores resultados...
uma limpeza do que me tem feito mal;uma abertura ao bem e felicidade...
E,nisto tudo,a certeza de que a Eva e eu somos uma só pessoa.E que,como tal,a felicidade da Eva é a minha e vice versa.E quem faz bem à Eva está a faze-lo a mim.E os homens da Eva são os meus.
Assim,a aceitação de uma verdade que é,enquanto for uma prostituta de luxo,a minha realidade:as minhas férias são também as da Eva;eu sou também a Eva.
E isto é inevitável e saudável,pois permite-me a aceitação de mim como 1 todo.
Permite-me analisar todos os aspectos da minha vida com a mesma visão,e viver comigo própia com maior honestidade e sem receios nem medos nem preconceitos.
Sim,esta é a minha maior e melhor conclusão de uma viagem sincera e dolorosa ao meu âmego:eu sou eu num todo;e a Eva também sou eu,e eu também sou a Eva.E é impossível tirar férias de mim mesma.E também não quero.Porque foi a Eva que,com o seu trabalho,me proporcionou estas férias.É ela que,em último caso,me sustenta,a mim e ao meu filho.
E assim decido abraçar esta parte de mim mesma e agradecer-lhe por existir na minha vida;a Eva,que sou eu!...