A vida de uma Acompanhante de luxo

sábado, 15 de julho de 2017

Porto,últimas horas

Meus amores,
estas são,infelizmente,as minhas últimas horas no Porto.
Parto amanhã ao acordar e à noite já estarei a receber no meu ninho em Lisboa.
Tenho saudades da minha cidade...da minha gente...do meu filho...da minha casa...da minha rotina... Mas sei que não tarda muito irei estar cheia de saudades daqui. Do Norte. Do povo simpático e sincero daqui. Dos que já me acompanham cá. Dos momentos verdadeiramente fabulosos que vivi aqui nestas duas semanas. Das colegas. Dos amigos que também aqui tenho. Dos clientes que tão bem me receberam e trataram. Da paisagem. Do Rio Douro. Desta cidade das luzes que à nossa escala em nada fica a dever a Paris.
Mas suponho que deva ser sempre assim quando vamos a algum lado: temos pena de partir,mas saudades de casa. Pelo menos eu quero que seja sempre assim comigo. Saudade é um sentimento tão bom....é sinal que algo valeu a pena. Que queremos voltar,repetir. Sinto saudade de Lisboa quando estou muito tempo afastada,sinto falta do Porto quando estou muito tempo sem vir cá...
Mas vamos esquecer isto agora,e aproveitar as horas que ainda faltam ...Vou ficar hoje até à última:3h ou 4h da manhã. Porque é a despedida. pelo menos desta vez...
Eu já cá estou. E tu? Vens?...

terça-feira, 11 de julho de 2017

Passeio no Douro

Era uma  tarde de sábado normal no Porto. Se é que tal coisa existe. Tinha sido chamada para servir de enterteiner numa despedida de solteiro num passeio de barco no rio Douro. Depois das burocracias tratadas e verificadas,apareci à hora marcada na Marina de V. N. Gaia. Espera-me um grupo de rapazes a rondar os 30s;bonitos,simpáticos,animados e educados. Juntamente com a tripulação,ajudam-me a entrar num barco lindo,moderno,sofisticado,confortável e super vistoso. UAU-pensei-se continua assim,vai ser uma tarde excelente. E foi... Vestida apenas com um minúsculo bikini,ora deitada a apanhar banhos de sol na proa daquele barco de linhas elegantes;ora a dançar no meio daqueles rapazes animados ;nunca faltou champanhe,boa disposição,alegria e algum "spicy" naquelas horas abençoadas até pelo sol. Descemos o rio,parámos numa enseada,onde todos nus pudemos mergulhar  nas águas verdes e profundas. O riso era contagiante,assim como o à vontade. Em momento algum me senti insegura ou desconfortável. Bem pelo contrário. Fui lá para animar  aquele grupo já de si bastante animado e  para eles me me exibirem.Também para fazer uma lap dance ao noivo,coisa que decorreu na maior animação,e com mais brincadeira do que propriamente sensualidade. Foi 1 trabalho divinal:1 passeio num barco de luxo,regado a champanhe,musica e animação;rodeado de paisagem verdejante... Que mais poderia eu ter pedido?...
Foi perfeito. Mesmo.
Fui uma princesa por umas horas. pelo menos assim me senti.
Foi um passeio no Douro.
Para quando um no Tejo?...